sicnot

Perfil

Economia

Banco de Portugal não deve estar envolvido na venda do Novo Banco, defende Livro Branco

O Livro Branco do Banco de Portugal defende que deve ser uma entidade autónoma, controlada pelo Ministério das Finanças, a vender ativos ou bancos de transição, como o Novo Banco, deixando o banco central de ter essa competência.

© Rafael Marchante / Reuters

Recordando os dois recentes processos de resolução de bancos existentes em Portugal, o do Banco Espírito Santo (BES) e o do Banif, os autores do Livro Branco sobre a Regulação e a Supervisão do Setor Financeiro referem que ambos mostraram as "desvantagens de ser a entidade encarregada da regulação e da supervisão (...) a executar simultaneamente as medidas de resolução, nomeadamente a venda de ativos ou de bancos de transição".

O Livro Branco fala do primeiro processo de venda do Novo Banco para dizer que o Banco de Portugal (BdP) "ficou na posição de ter de escolher entre diferentes propostas apresentadas por entidades em cuja supervisão participa", o que "deu origem a um percetível desconforto no mercado".

Assim, defende o documento, deve ser uma entidade autónoma no âmbito do Ministério das Finanças a assumir as vendas de ativos ou de bancos de transição decorrentes de resgates bancários.

O Livro Branco sobre a Regulação e Supervisão Financeira, hoje publicado pelo Banco de Portugal, foi promovido por determinação do governador, mas a instituição refere que "as recomendações expressas são da exclusiva responsabilidade dos seus autores".

O Livro Branco do Banco de Portugal defende que o Fundo de Resolução bancário deve sair da dependência do Banco Central, referindo o "desconforto" do Banco de Portugal na primeira tentativa de venda no Novo Banco.

A autonomização do Fundo de Resolução face ao Banco de Portugal já foi defendida publicamente pelo governador, Carlos Costa.

O documento foi coordenado pelo consultor do Banco de Portugal Rui Cartaxo.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.