sicnot

Perfil

Economia

Honda chama às oficinas mais 20 milhões de airbags da Takata

A Honda Motors vai chamar às oficinas mais 20 milhões de airbags em todo o mundo fabricados pela empresa Takata, avança hoje o jornal japonês Nikkei.

© Toru Hanai / Reuters

A Takata tem tentado resolver o defeito nos seus sistemas de airbag que faz com que estilhaços de metal e plástico sejam projetados na direção do condutor e passageiros. Esta falha tem sido apontada como responsável por graves ferimentos que, nalguns casos, foram fatais.

As autoridades norte-americanas já ordenaram à Honda, juntamente com outros fabricantes de automóveis, que chame às oficinas todas as unidades que não contenham o dessecante que impede que os explosivos nos 'airbags' se deteriorem.

A Honda planeia alargar as zonas de onde vai recolher veículos até à Ásia, Oceânia, América Latina e Europa, obrigando a empresa a chamar às oficinas mais 20 milhões 'airbags', elevando o número total para 50 milhões, indica o jornal.

O custo adicional desta medida foi estimado em 200 mil milhões de ienes (1,63 mil milhões de euros).

Na quarta-feira, as autoridades dos Estados Unidos já tinham ordenado à Takata que recolhesse entre 35 a 40 milhões de 'airbags' instalados em carros norte-americanos.

Esse valor veio juntar-se aos 50 milhões já recuperados globalmente, incluindo cerca de 29 milhões nos Estados Unidos.

A Honda anunciou também que outras duas pessoas tinham morrido na Malásia em acidentes ligados a 'airbags' da Takata.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.