sicnot

Perfil

Economia

Afinal poderá existir Plano B em 2016

Afinal poderá existir Plano B em 2016

Tem nomes para todos os gostos: Plano B, Plano de Contingência, documento de trabalho ou anexo secreto. Tratam-se das medidas que o Governo tem em carteira e que já entregou em Bruxelas, mas que nunca disse quais são. Seriam aplicadas em 2017, 2018 e 2019, mas nunca este ano. Pelo menos, até ontem. O país ficou a saber, na antena da SIC e da SIC Notícias, que o Plano B do Governo afinal pode ser aplicado, se necessário ainda em 2016.

  • Costa admite que medidas adicionais podem ser aplicadas já este ano
    2:28

    Economia

    Afinal há mesmo um plano B com medidas adicionais que serão aplicadas já este ano, caso a execução das contas públicas corra mal. A revelação foi feita pelo primeiro-ministro, em entrevista à SIC. Ainda assim, António Costa continua sem explicar as medidas concretas de aumento de impostos e corte de prestações sociais.

  • PSD lembra que Costa disse que não havia plano B
    0:43

    País

    Luís Montenegro lembrou que o primeiro-ministro disse que não existia um plano B, em reação à entrevista de António Costa à SIC. O deputado do PSD disse, ainda, que o país não merece um primeiro-ministro que diga uma coisa diferente em cada quinze dias.

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.