sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores do Metro recusam horas extraordinárias para eventos como o Rock in Rio

Os maquinistas do Metropolitano de Lisboa recusam cumprir horas extraordinárias para assegurar o transporte de passageiros para eventos como o Rock in Rio se se mantiverem as atuais condições laborais, disse hoje à Lusa uma fonte sindical.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"Mantendo-se as condições atuais, os trabalhadores não estão disponíveis para participar no transporte de pessoas para eventos que se perspetivam como o Rock in Rio e as Festas da Cidade", afirmou Paulo Machado da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans).

Segundo o sindicalista, naqueles dias é esperado um aumento do número de passageiros, pelo que, para assegurar o transporte de todos, tem de se aumentar a frequência da passagem de comboios, bem como o número de trabalhadores.

"Isso é outra coisa que não percebemos: estamos com défice de recursos humanos e com um espaçamento enorme entre comboios, mas para participar em eventos daqueles já há condições", frisou.

Na origem da contestação dos maquinistas estão a organização dos tempos de trabalho, a marcação dos períodos de férias dos maquinistas e a admissão de novos trabalhadores, entre outros.

A posição foi definida no decorrer de um plenário que decorreu hoje de manhã nas instalações do Metropolitano de Lisboa e surge numa altura em que a transportadora tem a decorrer uma campanha para o Rock in Rio que tem por mote "Eu vou e volto com os Transportes de Lisboa".

A Lusa contactou o Metropolitano de Lisboa, mas ainda não obteve um comentário.

O Rock in Rio realiza-se nos dias 19, 20, 27, 28 e 29 no Parque da Bela Vista. Hoje, a organização referiu que o metro vai funcionar nos horários normais, mas com um reforço do serviço.

As Festas da Cidade decorrem em várias zonas da capital durante todo o mês de junho.

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17