sicnot

Perfil

Economia

Reposição das 35 horas semanais avança a 1 de julho

A despesa com pessoal este ano não pode ser maior do que em 2015, excepto em ministérios que tenham razão fundamentada para tal e mediante a autorização do ministro das Finanças. A notícia é avançada hoje pela TSF e pelo DN.

Esta é uma norma transitória que consta da proposta de alteração do PS ao projeto de lei inicial sobre a reposição do horário semanal de trabalho na função pública.

O regresso das 35 horas semanais avança a 1 de julho mas a nova norma pressupõe também que nos serviços em que esta mudança implique contratações de pessoal, a aplicação do novo horário pode ser feita até ao final do ano, em diálogo com os sindicatos.

Reduzir o horário é particularmente problemático nas áreas da educação, justiça e saúde, onde será necessário reforçar o pessoal. Recorde-se que o primeiro-ministro tinha dado a garantia que a reposição das 35 horas entraria em vigor já a 1 de julho. O ministro das Finanças foi mais cauteloso e deixou claro que a medida só avança se não tiver impacto no Orçamento para este ano.

  • Nobre dos Santos alerta para problemas na reposição das 35 horas em alguns Ministérios
    0:36

    Economia

    Os sindicatos da administração pública estão, durante o dia, a reunir com o Governo que vai apresentar o impacto da reposição das 35 horas semanais. A Federação dos Sindicatos da Administração Pública (FESAP) acredita que vai ser cumprida a data apontada por António Costa para a reposição das 35 horas semanais. Ainda assim, Nobre dos Santos, da FESAP, alerta o Governo para a existência de problemas em alguns Ministérios.

  • "Serei o Presidente de todos os angolanos"
    2:06
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Supervisão bancária origina novo diferendo entre Carlos Costa e Governo
    0:57

    Economia

    Reacendeu-se a guerra entre o Governo e o governador do Banco de Portugal. Em conferência na sede do banco, esta segunda-feira, Carlos Costa deixou uma crítica indireta ao novo modelo de supervisão bancária. O ministro das Finanças, Mário Centeno, não gostou e exigiu a Carlos Costa que se retratasse, mas o governador recusou-se.

  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.