sicnot

Perfil

Economia

Governo quer injetar 4 mil M€ na CGD

O Governo quer injetar 4 mil milhões de euros na Caixa Geral de Depósitos (CGD). A notícia é avançada pelo Expresso que diz que o novo presidente do banco do Estado terá colocado esta injecção de capital como condição para aceitar o cargo.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Reuters

O montante ultrapassa as necessidades de capital, premitindo criar uma almofada de segurança. O aumento de capital depende ainda da autorização de Bruxelas.

António Costa, escreve o semanário, já terá dado também carta branca a António Domingues, que vem do BPI, para escolher a equipa com que vai trabalhar na Caixa.

CGD reduzi 529 trabalhadores e 36 agências nos últimos 12 meses

A CGD reduziu o quadro de pessoal em 529 funcionários para 8.370 trabalhadores e o número de agências em 36 para 732 em Portugal entre março de 2015 e o mesmo mês deste ano.

Só no ano de 2015 saíram da operação doméstica da CGD 514 pessoas, e entre janeiro e abril mais 103 colaboradores. Quanto aos balcões, foram encerrados 34 desde o início do ano, informou hoje o banco público.

A 'fatia de leão' dos trabalhadores que saíram do banco é referente ao Plano Horizonte, o programa de reformas antecipadas da CGD que atraiu mais de 1.000 funcionários (mas nem todos as candidaturas voluntárias foram aceites pela administração) e que foi lançado em 2015 e vai ser fechado em 2016.

As restantes saídas são na sua maioria relativas a processos normais de reformas.

Com Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.