sicnot

Perfil

Economia

Governo quer injetar 4 mil M€ na CGD

O Governo quer injetar 4 mil milhões de euros na Caixa Geral de Depósitos (CGD). A notícia é avançada pelo Expresso que diz que o novo presidente do banco do Estado terá colocado esta injecção de capital como condição para aceitar o cargo.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Reuters

O montante ultrapassa as necessidades de capital, premitindo criar uma almofada de segurança. O aumento de capital depende ainda da autorização de Bruxelas.

António Costa, escreve o semanário, já terá dado também carta branca a António Domingues, que vem do BPI, para escolher a equipa com que vai trabalhar na Caixa.

CGD reduzi 529 trabalhadores e 36 agências nos últimos 12 meses

A CGD reduziu o quadro de pessoal em 529 funcionários para 8.370 trabalhadores e o número de agências em 36 para 732 em Portugal entre março de 2015 e o mesmo mês deste ano.

Só no ano de 2015 saíram da operação doméstica da CGD 514 pessoas, e entre janeiro e abril mais 103 colaboradores. Quanto aos balcões, foram encerrados 34 desde o início do ano, informou hoje o banco público.

A 'fatia de leão' dos trabalhadores que saíram do banco é referente ao Plano Horizonte, o programa de reformas antecipadas da CGD que atraiu mais de 1.000 funcionários (mas nem todos as candidaturas voluntárias foram aceites pela administração) e que foi lançado em 2015 e vai ser fechado em 2016.

As restantes saídas são na sua maioria relativas a processos normais de reformas.

Com Lusa

  • Reclusos que fugiram de Caxias tiveram cúmplices
    1:59

    País

    Uma falha de Portugal poderá explicar a libertação de um dos dois chilenos que fugiram de Caxias e foram apanhados em Espanha. As autoridades portuguesas atrasaram-se a enviar o mandado de detenção e a polícia espanhola libertou o fugitivo. Na investigação da fuga, acredita-se que os 3 reclusos tiveram cúmplices e a namorada de um deles já foi interrogada.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus parente e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.