sicnot

Perfil

Economia

Preço das casas em Portugal continental subiu 1,2% no primeiro trimestre do ano

O preço das casas em Portugal continental aumentou 1,2% no primeiro trimestre de 2016 face ao trimestre anterior, segundo dados da Confidencial Imobiliário, hoje divulgados, revelando que desde junho de 2013 até março deste ano os preços subiram 7,6%.

(REUTERS/ ARQUIVO)

Os resultados provisórios do Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário evidenciam "uma tendência de estabilização" dos preços da habitação no mercado nacional durante os dois primeiros meses do ano [janeiro e fevereiro], contudo o mês de março contrariou a tendência e apresentou "uma recuperação de 0,9% face ao mês anterior [fevereiro]".

De acordo com os dados da Confidencial Imobiliário, o preço das casas atingiu "o ponto mais alto desde o mínimo do mercado, registado em junho de 2013", no mês de maio deste ano.

Desde junho de 2013 até março de 2016, "os preços habitacionais em Portugal já subiram 7,6%", verificou o Índice de Preços Residenciais.

O mês de março destacou-se, ainda, por apresentar "uma recuperação de preços positiva", em comparação com o mês de fevereiro deste ano.

"Ao longo dos primeiros três meses de 2016, a taxa de variação homóloga cresceu 1,7 pontos percentuais até atingir os 3,5% em março. Esta é a taxa de variação homóloga mais elevada dos últimos sete meses", informou, em comunicado, a Confidencial Imobiliário.

O Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário é apurado com base nos preços efetivos de transação, informação que resulta do SIR - Sistema de Informação Residencial que regista dados de oferta e vendas, com detalhe à freguesia, através de um levantamento de informações junto de promotores, mediadores e avaliadores imobiliários, além da banca.

A Confidencial Imobiliário é uma empresa independente, especializada na produção e difusão de indicadores de análise do mercado imobiliário.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.