sicnot

Perfil

Economia

CMVM proíbe venda a descoberto das ações do BCP na quinta-feira

A CMVM decidiu proibir a venda a descoberto das ações do BCP na quinta-feira, depois de o banco ter encerrado o dia a perder 10,7% na bolsa de Lisboa, atingindo um mínimo histórico de 0,027 euros por ação.

© Hugo Correia / Reuters

Num comunicado enviado após o fecho do mercado, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) informa que decidiu a "proibição temporária de vendas a descoberto das ações representativas do capital social do Banco Comercial Português (BCP) no mercado regulamentado gerido pela Euronext Lisbon (bolsa de Lisboa) (...) com efeitos a partir das 00:00 de 02 de junho de 2016 e até às 23:59 do mesmo dia".

Para tomar esta decisão, o supervisor teve em conta a desvalorização das ações do banco na sessão de hoje, considerando que "a flutuação do preço das ações em causa não pode excluir a ocorrência de um fenómeno de especulação com impacto negativo".

A Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA, na sigla inglesa) será notificada desta decisão do regulador português.

O jornal de Negócios noticiou hoje que "o BCP entrou mesmo na corrida à compra do Novo Banco", adiantando que a entidade liderada por Nuno Amado "é uma das instituições que está a passar a pente fino a informação detalhada sobre o banco de transição".

Lusa

  • Nunca mais
    9:16