sicnot

Perfil

Economia

BCE reúne-se hoje, analistas não esperam alterações à política monetária

O Banco Central Europeu (BCE) reúne-se hoje em Viena, Áustria, não sendo esperadas quaisquer alterações à política monetária da instituição, depois de o presidente ter pedido tempo para que as medidas adotadas produzam resultados.

(REUTERS/ ARQUIVO)

Na reunião de 10 de março, o BCE decidiu cortar todas as taxas de juro, passando a taxa diretora para 0%, pela primeira vez na história da instituição.

Após a última reunião de política monetária, de 21 de abril, que deixou as taxas de juro inalteradas, o presidente da instituição, Mario Draghi, defendeu que se deve dar mais tempo para que as medidas adotadas pelo BCE produzam efeitos e revelem a sua "eficácia".

De acordo com os analistas ouvidos pela agência Lusa, não são esperadas quaisquer alterações à política monetária do BCE.

Para o economista-chefe do Montepio Geral, Rui Bernardes Serra, na conferência de imprensa que se segue à reunião do BCE, "a autoridade deverá realçar a aceleração observada pelo PIB [Produto Interno Bruto] no primeiro trimestre e o facto de as subidas nos preços do petróleo nas últimas semanas terem impacto nas perspetivas para a inflação".

"Face às decisões anunciadas na reunião de março e ao normal desfasamento entre as decisões de política monetária e os seus efeitos na economia, não esperamos novidades na próxima reunião do BCE", referiu.

Em todo o caso, de acordo com Rui Bernardes Serra, a autoridade monetária deverá continuar a "deixar a porta aberta para novos estímulos, caso as condições económicas não evoluam em linha com as perspetivas do BCE".

Na mesma linha, o gestor da XTB, Eduardo Silva, referiu que a expectativa dos analistas é de que o BCE continue a monitorizar o impacto das medidas de facilitismo anunciadas em março.

"Apesar de a inflação continuar negativa, deveremos assistir a uma revisão em alta das projeções, principalmente para 2018. O 'brent' recuperou 80% desde os mínimos de janeiro e 20% desde o anúncio das medidas expansionistas, fator que alivia a pressão sobre a inflação", acrescentou.

Também o economista do Banco Carregosa Rui Bárbara considera que a reunião de hoje será feita sem grandes novidades: "É mais do mesmo. A mensagem vai continuar a ser a mesma, a economia europeia continua a crescer pouco, há o risco da entrada em deflação, tal como aconteceu no Japão. A mensagem será a mesma das últimas reuniões", disse em declarações à Lusa.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.