sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas abre investigação aprofundada aos apoios públicos à EMEF

A Comissão Europeia abriu uma investigação aprofundada aos apoios estatais dados à Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário S.A. (EMEF), por poderem ter dado vantagem seletiva, foi hoje anunciado.

(SIC/ Arquivo)

Em comunicado hoje divulgado, o executivo comunitário referiu que a investigação servirá para "apreciar se as medidas públicas a favor" da EMEF "conferiram à empresa uma vantagem seletiva relativamente aos seus concorrentes, em violação das regras da União Europeia [UE] em matéria de auxílios estatais".

"Na presente fase, a Comissão tem dúvidas de que as medidas a favor da EMEF tenham sido concedidas em condições de mercado, podendo, portanto, ter dado à EMEF uma vantagem seletiva em relação aos seus concorrentes", lê-se na informação do executivo europeu, informando que agora irá "investigar de forma mais aprofundada para determinar se a sua preocupação inicial se confirma, ou não".

Um concorrente da EMEF enviou uma denúncia, em 2015, a Bruxelas sobre o alegado apoio financeiro ilegal continuado da CP.

"Em conformidade com a denúncia e as informações recebidas de Portugal, a EMEF parece ter beneficiado de apoio público no valor de cerca de 90 milhões de euros, concedido desde 2005 por parte da CP, sob a forma de aumentos de capital, de empréstimos e garantias", lê-se.

A nota acrescentou que a EMEF tem registado prejuízos, pelo menos, desde 2005, com exceção de 2012 e 2014.

As regras da UE, na área de auxílios estatais, só permitem o apoio público a empresas em dificuldades financeiras sob condições específicas, como, por exemplo, estarem sujeitas a um plano de reestruturação viável.

A EMEF é uma filial da CP - Comboios de Portugal e exerce atividade no setor da manutenção ferroviária, especialmente na área da manutenção pesada, modernização e renovação de material circulante ferroviário e equipamento conexo, bem como a nível da conceção, fabrico e modernização dos vagões de mercadorias.

Lusa

  • Trabalhadores da EMEF em protesto
    2:41

    Economia

    Dezenas de trabalhadores da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF) manifestaram-se, esta manhã, em Lisboa. Os funcionários exigem que a empresa contrate mais trabalhadores para os quadros.

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.