sicnot

Perfil

Economia

UE avisa governos para não banirem Uber ou Airbnb

Os governos da União Europeia só devem banir atividades económicas de partilha, como os casos da Uber e Airbnb, "em último recurso", avisa Bruxelas.

M\303\201RIO CRUZ

Nas novas diretrizes dirigidas à "economia colaborativa ou de partilha", a Comissão Europeia sublinha que quaisquer restrições a estes serviços que utilizam plataformas online devem ser "justificadas" e "proporcionais" ao interesse público em causa.

"A interdição total de uma atividade constitui uma medida de último recurso e deve ser aplicada apenas no caso de não se conseguirem utilizar outras medidas menos restritivas para salvaguardar o interesse público", avança o documento, a que a Reuters teve acesso.

No caso dos alugueres de casas em sites como o Airbnb, a Comissão Europeia afirma que proibir o aluguer de curta duração "é difícil de justificar" quando é mais apropriado limitar o número máximo de dias para tal aluguer.

A 26 de maio, os eurodeputados aprovaram um relatório para "libertar todo o potencial do mercado único", nomeadamente através da reforma do IVA e legislação para a economia colaborativa ou de partilha, como os casos da Uber e Airbnb.

Os eurodeputados pediram à Comissão que coordene os esforços dos Estados-Membros na "busca de soluções legislativas a curto ou longo prazo sobre a economia de partilha", apelando à apresentação de propostas para "evitar os abusos nos domínios do emprego e da tributação".

Estas diretrizes são boas notícias para a economia de partilha que têm estado debaixo de fogo em vários países.

Em Portugal, os taxistas acusam a Uber de funcionar ilegalmente no país e afirmam sofrer de concorrência desleal.

  • Meryl Streep mais uma vez candidata a um Óscar

    Óscares 2017

    Aos 67 anos, Meryl Streep soma mais uma nomeação para aqueles que são os prémios mais cobiçados de Hollywood. A atriz foi nomeada pela interpretação em "Florence, Uma Diva Fora de Tom". Esta é vigésima vez que a Academia reconhece o trabalho da atriz, que já levou o Óscar para casa três vezes.

    Miguel Domingos

  • Polanski recusa presidir aos "César" por caso de violação em 1977
    1:55

    Cultura

    Roman Polanski já não vai presidir à cerimónia dos prémios César, o equivalente aos Óscares em França. A decisão de se afastar foi tomada esta terça-feira pelo próprio cineasta, na sequência da polémica em que se viu envolvido assim que foi convidado. Em 1977, Polanski foi acusado de ter violado uma adolescente de 13 anos, na Califórnia, declarando-se culpado. O realizador foi agora pressionado por associações feministas, redes sociais e pela ministra francesa dos direitos das mulheres. O diretor do Festival de Cannes Thierry Fremaux diz que falou com o realizador e acha que não é necessário "adicionar mais problemas ao problema".

  • Marcelo quer fazer mais e melhor no segundo ano de mandato
    0:48
  • "Andem lá com isso!"
    0:42
  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.