sicnot

Perfil

Economia

Brexit continua a dominar mercados, libra atingiu novo mínimo histórico

Brexit continua a dominar mercados, libra atingiu novo mínimo histórico

O Brexit e as eleições espanholas estão a marcar o dia nos mercados financeiros. A libra voltou a atingir um novo mínimo histórico durante a manhã. Depois de uma sexta-feira negra, as bolsas continuam a cair mas menos .

  • Christine Lagarde quer negociações tranquilas e claras entre UE e Reino Unido
    0:31

    Brexit

    A chefe máxima do Fundo Monetário Internacional quer uma transição suave e negociações claras entre as autoridades britânicas e europeias. Christine Lagarde assegura que o FMI tudo fará junto dos estados-membros para garantir a estabilidade global. O divórcio da União Europeia já custou uma desvalorização da libra face ao euro e ao dólar.

  • Brexit provoca pânico entre os investidores
    1:48

    Brexit

    Foi uma sexta feira negra nos mercados financeiros, apanhados totalmente de supresa pelo Brexit. O pânico instalou-se entre os investidores. As bolsas afundaram, o euro derrapou, a libra atingiu o valor mais baixo dos 30 anos, e as taxas da dívida dispararam.

  • Libra, euro e bolsas europeias afundam
    2:07

    Brexit

    No dia em que o Reino Unido comunica a saída da União Europeia, a libra atingiu valores históricos. O impacto do Brexit também se sentiu nos mercados, já que as bolsas europeias abriram em queda. A Bolsa de Lisboa atingiu mínimos de 20 anos.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.