sicnot

Perfil

Economia

Cancelados 23 voos de e para aeroportos franceses

Vinte e três voos com destino e partidas dos aeroportos franceses foram hoje cancelados devido à greve dos controladores aéreos em França, segundo informação disponível na página da ANA - Aeroportos de Portugal na Internet.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

De acordo com a ANA, foram cancelados cinco voos da Ryanair, Easyjet Airlines e Vueling com partida do aeroporto de Lisboa e destino a Paris, Lyon, Marselha e Londres.

Também estão cancelados quatro voos da Easyjet e Vueling a partir de Lyon, Paris e Londres com destino a Lisboa.

Já no aeroporto Sá Carneiro, no Porto, estão cancelados seis voos da Ryaniar com partida dali e destino a Poitires, Lorient, Dole, Bordéus, La Rochelle e Marselha, em França.

Estão também cancelados outros seis voos da Ryanair provientes de Lorient, Poitiers, Bordéus, Dole, la Rochelle e Marselha com destino ao Porto.

No aeroporto de Faro estão cancelados dois voos de e para Paris-Beauvais.

A Ryanair anunciou na segunda-feira que foi "forçada" a cancelar 166 voos que deveriam realizar-se a partir de França e para aquele país, devido à greve dos controladores aéreos franceses.

Em comunicado, a companhia aérea lamenta o sucedido e indica que "30 mil clientes Ryanair terão os seus voos cancelados e mais de 100 mil clientes irão experienciar severos atrasos dos seus voos, consequência desta greve, a 12.ª em 13 semanas".

Entretanto, e de acordo com a mesma nota, a companhia aérea 'low cost' (baixo custo) apelou à Comissão Europeia para que sejam tomadas "medidas imediatas que evitem que milhares de cidadãos europeus tenham os seus voos cancelados ou atrasados devido às greves contínuas de pequenos sindicatos de Controladores de Tráfego Aéreo (CTA)".

Os sindicatos dos controladores aéreos franceses convocaram para a hoje a 12.ª greve em 13 semanas.

A Usac-CGT, principal sindicato da aviação civil, refere que esta greve reclama a retirada total da reforma laboral, contestada desde meados de fevereiro.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43