sicnot

Perfil

Economia

Ministério das Finanças garante que não há novo plano de resgate a Portugal

O Ministério das Finanças garante que não está em consideração qualquer novo plano de ajuda financeira a Portugal, ao contrário do que o governante alemão inicialmente terá dito.

Em comunicado, o gabinete de Mário Centeno esclarece que o Executivo continuará focado no cumprimento das metas estabelecidas para retirar Portugal do Procedimento por défices excessivos.

Ainda em comunicado, são sublinhados os dados da execução orçamental conhecidos até novembro, como um sinal de que o caminho traçado está a ser seguido.

O ministério das Finanças reitera também o empenho do Governo português no cumprimento.

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, afirmou hoje que Portugal está a pedir "um segundo programa" e que "vai consegui-lo", em declarações citadas pela agência de informação financeira Bloomberg.

Mais tarde, já em declarações aos jornalistas, o governante alemão corrigiu as suas declarações: "Os portugueses não o querem e não vão precisar de um segundo resgate se cumprirem as regras europeias", precisou.

Ainda na nota de imprensa divulgada pelas Finanças é dito que, "no atual momento que a Europa atravessa, o Governo continuará a trabalhar com a serenidade e a responsabilidade que o projeto europeu exige" e que mantém o empenho em cumprir os "compromissos europeus, parlamentares e, acima de tudo, com os portugueses."

  • Governo lança linha de crédito de 100 M€ para empresas situadas no interior

    País

    As políticas de valorização do interior, tema escolhido pelo primeiro-ministro, António Costa, abriram o debate quinzenal na Assembleia da República. O primeiro-ministro anunciou que o Governo vai lançar uma linha de crédito de 100 milhões de euros destinada exclusivamente a pequenas e microempresas empresas situadas no interior, a par da reprogramação do Portugal 20/20.

    Direto

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.

  • 14 sacerdotes suspensos por abusos sexuais no Chile

    Mundo

    A diocese da cidade chilena de Rancagua anunciou na terça-feira a suspensão de 14 sacerdotes implicados num novo escândalo de abusos sexuais sobre jovens e menores. Todos eles pertenciam a um grupo de se autointitulou de "La Familia", segundo a investigação jornalística.