sicnot

Perfil

Economia

Easyjet em Portugal diz que Terminal 2 parece estaleiro e queixa-se à ANA

O diretor comercial da transportadora aérea EasyJet em Portugal, José Lopes, disse que o Terminal 2 do aeroporto de Lisboa parece um estaleiro, mesmo depois de concluídas as obras, e frisou que já se queixou à administração da ANA - Aeroportos de Portugal.

REUTERS

"A nossa queixa é clara e já a transmitimos à administração da ANA: é que se pagamos o mesmo que as companhias de aviação do Terminal 1 temos de ter o mesmo nível de qualidade no investimento", frisou, durante um encontro com jornalistas, depois de questionado sobre se as obras já tinham terminado.

José Lopes explicou que "o último postal" que os passageiros levam quando regressam aos seus países "é passar por uma zona exterior do Terminal 2 que parece um estaleiro de obra", disse José Lopes.

O responsável acrescentou que esta "é a mensagem que estes embaixadores do turismo levam quando regressam a suas casas" e explicou que apesar das obras já terem terminado no Terminal 2, a verdade "é que não parece".

Isto, porque parte da obra de expansão e de melhoria "não tem a qualidade" que a empresa deseja de forma a dar "a experiência de qualidade aos passageiros que a easyjet tem como objetivo".

"A ANA tem que ter aqui uma maior sensibilidade e gerir os seus investimentos de acordo com a mesma mentalidade com que gere as suas receitas. Se não existe diferenciamento de preços entre as empresas que operam no terminal 1 e no Terminal 2, não pode haver diferenciamento de investimentos", sustentou.

José Lopes considera que os investimentos "devem ser obrigatoriamente tratados da mesma forma" e que "a qualidade das obras e da experiência do cliente que usa o Terminal 2 deve ser a mesma do passageiro que utiliza o Terminal 1", caso contrário "deve haver uma diferenciação também em termos do preço".

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.