sicnot

Perfil

Economia

Eventuais sanções a Portugal são culpa de Maria Luís Albuquerque, diz PS

O PS acusou hoje a vice-presidente do PSD Maria Luís Albuquerque e os seus "falhanços" de estarem na origem da questão de eventuais sanções europeias a Portugal.

Comentando declarações da vice-presidente do PSD hoje em Lisboa o porta-voz do PS, João Galamba, disse que Maria Luís Albuquerque fez comentários "inaceitáveis" e "um pouco absurdas".

"Porque não pode dizer que que se ela fosse ministra não haveria sanções, porque a questão das sanções põe-se exatamente por causa de Maria Luís Albuquerque ter sido ministra", disse João Galamba à Lusa, acrescentando que o que está em causa é o período 2013-15, nomeadamente o défice de 2015.

"Se o Governo anterior tivesse continuado em funções, se eu ainda fosse ministra das Finanças, esta questão não se estaria a colocar para Portugal neste momento", garantiu Maria Luís Albuquerque, que falava aos jornalistas, na sede do PSD, em Lisboa, quando disse também que Bruxelas está "preocupada com o atual Governo e com esta maioria", que, na sua opinião, não transmitem confiança à União Europeia.

João Galamba respondeu que a atitude da ministra é de "ataque ao país" e mostra que o PSD, quando aprovou no Parlamento um voto contra sanções a Portugal, foi "uma farsa", porque "na realidade está apenas interessado em fazer política mesquinha".

"Neste momento o Governo bate-se patrioticamente na Europa na defesa dos interesses do pais, para tentar proteger o país dos falhanços de Maria Luísa Albuquerque. Não deixa de ser irónico que venha agora a ex-ministra, nesta intervenção lamentável, atacar o governo que está a tentar defender Portugal", afirmou.

O dirigente socialista que na questão de Portugal vir ou não a ser alvo de sanções de Bruxelas o "réu" é mesmo a antiga ministra, porque é o trabalho dela que está a ser avaliado e não o do atual Governo.

Portugal pode vir a ser alvo de sanções da Europa por défice excessivo. Hoje mesmo, o vice-presidente da Comissão Europeia responsável pela pasta do Euro, Valdis Dombrovskis, sugeriu que os fundos estruturais para Espanha e Portugal poderão ser congelados devido à derrapagem orçamental em 2015.

Para o responsável, "é inegável" que "Espanha e Portugal não atingiram as metas acordadas", adiantando que este tema estará "muito em breve" na agenda de negociações em Bruxelas.

Lusa

  • Incêndio em Lisboa faz um ferido
    4:13

    País

    Um incêndio de grandes dimensões deflagrou esta segunda-feira numa loja, na Avenida de Berlim, em Lisboa. O repórter André Palma esteve no local, onde ouviu o comandante dos Sapadores Bombeiros de Lisboa. Pedro Patricio confirmou que foi assistida uma pessoa por inalação de fumos e, por questões de segurança, os veículos estacionados perto do local foram retirados, assim como foi pedido às pessoas dos prédios à volta que saíssem por causa do fumo. O incêndio foi dominado.

  • "Rui Rio avisou que vinha para partir loiça dentro do PSD"
    3:00
  • Hugo Soares não deverá continuar como líder parlamentar do PSD
    3:17

    País

    Rui Rio não deverá manter Hugo Soares na liderança parlamentar do PSD. Fonte próxima do novo presidente social-democrata diz à SIC que dificilmente o líder da bancada poderá continuar no cargo. Aumenta a pressão para que Hugo Soares ponha o lugar à disposição e já começam a surgir nomes para o substituir.

  • Suspeita de militantes fantasma no PSD
    4:22

    País

    Perante a suspeita de militantes fantasma e de caciquismo, Salvador Malheiro, diretor de campanha de Rui Rio, diz que o ato eleitoral foi devidamente fiscalizado. Uma investigação do jornal Expresso encontrou oito filiados numa morada que não existe e 17 militantes com morada numa casa onde vivem nove pessoas e nenhuma é do PSD. A associação cívica Transparência e Integridade fala num vazio legal e em falta de regulamentação.

  • Cristiano Ronaldo está insatisfeito com o salário e pode sair do Real Madrid
    2:38