sicnot

Perfil

Economia

Venezuela envia dados ao FMI pela primeira vez em 12 anos

O Governo da Venezuela enviou os indicadores macroeconómicos sobre o país ao Fundo Monetário Internacional (FMI) após 12 anos de silêncio, informou a imprensa venezuelana na segunda-feira.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

Segundo o diário El Universal, citado pelo La Razón, o FMI solicitou na semana passada os números oficiais e o Governo de Nicolás Maduro aceitou fornecê-los.

Isto não acontecia desde 2004, quando o falecido Presidente Hugo Chávez mandou encerrar os escritórios do FMI na Venezuela e advogou, embora sem uma decisão firme, a saída do país da organização multilateral.

Nem o Banco Central da Venezuela nem o FMI se pronunciaram sobre a decisão do Governo venezuelano.

No início do ano, o Banco Central da Venezuela revelou que a inflação acumulada rondava os 180,9% e que o Produto Interno Bruto (PIB) se contraiu em 5,7% em 2015.

O deputado da Mesa da Unidade Democrática (oposição) e presidente da Comissão de Finanças, Alfonso Marquina, disse ao La Razón que a entrega de dados é uma reação desesperada de Maduro ao sentir-se asfixiado pela pressão interna e internacional.

"Pode ser um esforço para conseguir financiamento por essa via. A vantagem é que é um passo para acabar com a opacidade e falta de informação existente na economia da Venezuela e que faz com que estejamos no meio da incerteza", disse o deputado.

Lusa

  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa