sicnot

Perfil

Economia

Portugal vai sair em 2016 do procedimento por défice excessivo, garante PM

Portugal vai sair em 2016 do procedimento por défice excessivo, garante PM

António Costa garante que a execução orçamental está dentro do previsto e diz que Portugal vai sair do procedimento por défice excessivo ainda este ano.

António Costa reafirmou esta posição na sua intervenção inicial do debate sobre o "Estado da Nação", na Assembleia da República, já na parte final de um discurso com cerca de 20 páginas.

Sem qualquer referência direta à possibilidade de Portugal ser alvo de sanções por parte da Comissão Europeia, o líder do executivo argumentou que "a própria Comissão Europeia reconhece que a execução orçamental está em linha com o previsto".

"De acordo com o INE [Instituto Nacional de Estatística], o saldo das administrações públicas no primeiro trimestre de 2016 reduziu-se face ao período homólogo de menos 5,5% para menos 3,2% do PIB [Produto Interno Bruto], sendo o défice orçamental do primeiro trimestre mais baixo desde 2008. Estes dados são confirmados pela execução orçamental entre janeiro e maio e, por isso, reforçam a nossa confiança de que este é o rumo que nos levará, já este ano, a sair do procedimento por défice excessivo", sustentou o primeiro-ministro.

Neste contexto, António Costa reiterou a tese de que o cumprimento dos compromissos externos de Portugal se fará "sem planos B, sem medidas adicionais, mas, e só, agindo com determinação rigor".

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Donald Trump já está no Vaticano 
    1:32