sicnot

Perfil

Economia

CMVM aplicou 21 coimas no valor superior a dois milhões de euros em 2015

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) registou 131 processos de contraordenação em 2015, ano em que foram aplicadas 21 coimas, no valor 2.045.000 euros, segundo o relatório anual sobre a atividade hoje divulgado.

"Durante o ano [2015] correram na CMVM 131 processos de contraordenação" e o Conselho de Administração do supervisor "proferiu decisão em 26 processos, nos quais foi deliberada a aplicação de 21 coimas no valor total de 2.045.000 euros", refere o relatório anual sobre a atividade da CMVM e os mercados de valores mobiliários de 2015.

Daquele montante, 1.995.000 euros corresponderam a "coimas aplicadas em processos que não foram impugnados pelos arguidos, pelo que a decisão se tornou definitiva", refere.

Todos os processos decididos pela CMVM diziam respeito à "prática de contraordenações graves ou muito graves, com as coimas mais elevadas a situar-se entre 100.000 e 500.000 euros".

"Embora entre os arguidos se contem 12 pessoas singulares, na maioria dos processos os arguidos foram pessoas coletivas, principalmente, intermediários financeiros (e, em particular, entidades gestoras de instituições de investimento coletivo), emitentes e auditores)", acrescenta.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.