sicnot

Perfil

Economia

Procuradoria de Braunschweig quer multar Volkswagen por fraude nas emissões

A procuradoria de Braunschweig, Alemanha, abriu um processo contra o grupo Volkswagen, que poderá ser obrigado a pagar uma multa relacionada com os benefícios obtidos ilegalmente com a manipulação das emissões de gases em 11 milhões de veículos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Wolfgang Rattay / Reuters


O procurador Kçaus Ziehe confirmou ao diário alemão Süddeutsche Zeitung e às rádios regionais NDR e WDR a abertura do processo por eventuais "vantagens económicas" alcançadas pelo grupo Volkswagen ao instalar um 'software' nos automóveis que falseava os resultados dos testes de emissões de gases.

Segundo explicam os media citados, se a Volkswagen em vez de ter manipulado os resultados tivesse melhorado os dispositivos de controlo das emissões poluentes, os seus lucros teriam sido presumivelmente menores. Por isso, as autoridades judiciárias exigem a devolução da diferença.

Como exemplos anteriores do procedimento agora adotado pela procuradoria de Braunschweig, o diário refere as multas impostas pela procuradoria de Munique à Siemens (600 milhões de euros) e à MAN (150 milhões) por subornos pagos às autoridades e funcionários de diferentes partes do mundo para conseguir novos contratos e concessões.

Este novo processo junta-se às investigações iniciadas pela procuradoria de Braunschweig por fraude e manipulação no escândalo das emissões de gases após a descoberta do caso e as ações ativadas em outros países, como Espanha.

Na passada semana, a Audiência Nacional espanhola decidiu, a pedido da Procuradoria-Geral, imputar à Volkswagen a alegada manipulação de determinados motores diesel de quatro cilindros, o que configura um delito de fraude nas subvenções e um dano contra o meio ambiente.

Nos Estados Unidos, onde rebentou o escândalo da manipulação das emissões, o grupo alemão alcançou um acordo com as autoridades e os consumidores, através do pagamento de 14.700 milhões de dólares (13.300 milhões de euros, ao câmbio atual).

Lusa

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.