sicnot

Perfil

Economia

Maioria do petróleo usado na UE vem de empresas não-europeias

80% do petróleo usado na União Europeia (UE) provém de empresas não europeias, com predominância da Rússia, que garante um terço do produto importado, segundo um estudo divulgado hoje pela Quercus.

© Lucy Nicholson / Reuters

O estudo sobre a dependência do petróleo da UE, elaborado pela Cambridge Econometrics para a Federação Europeia dos Transportes e Ambiente (T&E), da qual a associação ambientalista portuguesa Quercus faz parte, adianta que apenas dois dos 10 principais fornecedores de petróleo são europeus.

O estudo indica também que a maior parte do petróleo importado é fornecido por empresas de países com uma situação política e social instável, como são os casos da Rússia e da Líbia.

Em comunicado, a Quercus considera que "a excessiva dependência energética do petróleo externo está a dar lucro às grandes companhias petrolíferas destes países, aumentando a insegurança energética na UE".

O estudo da T&E refere que as empresas russas Rosneft e Lukoil representam a maior quota de importações de crude de petróleo para a UE.

A T&E estima que os custos associados à importação de petróleo e gasóleo podem ascender a 300 euros por ano por cada cidadão europeu, "dinheiro que está a fluir para fora da economia europeia".

A Quercus sublinha que a dependência das importações de petróleo bruto tem "aumentado drasticamente na Europa nos últimos 15 anos", acontecendo o mesmo com a dependência das importações de gasóleo, que duplicou, entre 2001 e 2014, para 35 mil milhões de euros.

Por sua vez, a produção doméstica da UE e as importações de crude a partir de países com um nível de instabilidade geopolítica muito baixo, como a Noruega, têm diminuído, agravando a insegurança energética europeia, acrescenta o comunicado da associação ambientalista portuguesa.

O estudo refere igualmente que os transportes são o setor mais dependente do petróleo importado na UE, representando dois terços da procura de produtos petrolíferos finais na Europa.

Para a Quercus, a implementação de medidas de descarbonização dos transportes poderia trazer claros benefícios ao nível da segurança económica, ambiental e energética, uma vez que a queima de combustíveis fósseis está diretamente associada às emissões de dióxido de carbono (CO2), o mais importante gás com efeito de estufa (GEE).

A Comissão Europeia vai publicar, a 20 de julho, a Estratégia Europeia de Mobilidade de Baixo Carbono.

Nesse sentido, a Quercus apela à Comissão Europeia para que proponha novos e ambiciosos limites de emissão de CO2 para os veículos ligeiros de passageiros, comerciais e pesados, para 2025, e desenvolva uma estratégia abrangente para impulsionar os veículos elétricos no setor dos transportes.

A Quercus propõe ainda medidas para reduzir as emissões da aviação e do transporte marítimo internacional e o fim dos apoios públicos à produção de biocombustíveis não sustentáveis.

"Estabelecer um plano ambicioso com vista à descarbonização dos transportes reduzirá a procura de petróleo e garantirá que o dinheiro dos contribuintes europeus fica salvaguardado, com o fomento da inovação, da criação de emprego e da segurança energética", refere ainda a associação ambientalista.

Com Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25