sicnot

Perfil

Economia

Alteração nos pagamentos com cartão sem encargos para cliente, reitera a Mastercard

A recente mudança nos terminais de pagamento que possibilita escolher a marca com que se faz determinada operação de compra não acarreta encargos para os consumidores, realçou à Lusa o líder da Mastercard Portugal.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

"Não há encargos nem impactos negativos para os consumidores por utilizarem a marca Mastercard", vincou Paulo Raposo, lamentando a "pouca informação que foi dada aos consumidores e aos comerciantes" sobre esta matéria.

"Na prática (os clientes) podem continuar a fazer o que fizeram sempre até hoje, ou até ao dia 09 de junho [data em que entrou em vigor o novo regulamento europeu], que é processarem as suas transações através da marca Mastercard, porque isso não lhes traz nenhum impacto negativo", afirmou o responsável, sendo que isto serve para as outras marcas internacionais emissoras de cartões, como a Visa, a Maestro e a American Express.

"Olhe para o seu cartão, se o seu cartão é de débito ele hoje continua a ser de débito qualquer que seja a aplicação de pagamento que utilizar", reforçou Paulo Raposo.

No final de junho, a SIBS, entidade que gere os pagamentos multibanco em Portugal, esclareceu ter sido feita uma alteração que possibilita escolher a marca com que se faz determinado pagamento num terminal, mas ressalvou que não há implicações para o cliente.

Esta alteração decorre de um regulamento europeu de taxas de intercâmbio de cartões.

Porém, Paulo Raposo sublinhou que tem havido alguma "confusão", quer entre os consumidores, quer entre os comerciantes, sobre o impacto desta mudança, com muitas pessoas a pensarem que em causa está a escolha entre a operação ser realizada a débito ou a crédito, o que não é o caso.

A opção que é dada ao consumidor é se a operação é processada através da marca Multibanco ou através de outra marca internacional.

Lusa

  • Polícia procura condutor da carrinha e outros dois suspeitos
    1:08
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38