sicnot

Perfil

Economia

Brasil perde mais de meio milhão de empregos no primeiro semestre

​O Brasil perdeu 531.765 empregos no primeiro semestre deste ano, representando o pior resultado para o período desde 2002, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho brasileiro.

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que 91.032 empregos formais foram suprimidos no país em junho, um resultado que segue a tendência de mais demissões do que contratações.

O número superou o registado em maio, quando foram destruídos 72.615 postos de trabalho, mas foi menor em relação ao obtido em junho de 2015 (menos 111.199 postos de trabalho).

O setor de serviços foi o maior responsável por este resultado, ao extinguir 42.678 empregos no mês passado.

Na sequência, foram registados maiores números de encerramentos de postos de trabalho na indústria de transformação, na construção civil e no comércio.

Apenas o setor agrícola ajudou a melhorar o resultado final de junho, ao abrir 38.630 postos, a par da administração pública, que também abriu 790 novas vagas de trabalho.

Porém, de acordo com a tutela, este resultado positivo na agricultura está relacionado com fatores sazonais, como o cultivo do café e da laranja.

No acumulado dos últimos 12 meses, o Brasil, que enfrenta uma longa recessão, encerrou o mês passado com 1.765.024 vagas a menos.

Lusa

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.