sicnot

Perfil

Economia

Descontos de 15% em algumas autoestradas entram hoje em vigor

LUSA

A partir de hoje, quem circular em algumas autoestradas do interior e Algarve vai pagar menos 15% nas portagens. A medida abrange a A23, que liga Torres Novas à Guarda, a A22, entre Lagos e Vila Real de Santo António, e a A24, entre Viseu e Chaves. Os descontos também se aplicam em alguns troços da A4.

O Ministério do Planeamento e das Infraestruturas anunciou ainda o alargamento do horário e de descontos especiais a veículos pesados de mercadorias nas referidas autoestradas: o regime em vigor desde 2012 de descontos adicionais de 10% no período diurno e 25% em período noturno e fim de semana para os pesados de mercadorias passa para 15% e 30%, respetivamente, e é alargado à autoestrada A4 e Túnel do Marão.

O período noturno também é alargado, em mais duas horas, tendo sido fixado entre as 20:00 e as 7:59 (sensivelmente 12 horas), quando até aqui a sua duração estava fixada entre as 21:00 e as 7:00.

Os descontos de 15% anunciados pelo Governo mereceram a crítica de várias comissões de utentes daquelas vias, que os consideraram insuficientes e reclamaram o fim das portagens.

Já empresários de Viana do Castelo consideraram "inconcebível" que a A28, que liga aquela cidade ao Porto, não tivesse sido incluída na lista das autoestradas com descontos.

O setor do turismo lamentou não ter sido ouvido pelo Governo sobre as reduções de portagens.


Com Lusa

  • PS acusa PSD e CDS de falta de agenda política
    1:01

    Caso CGD

    O PS considera o anúncio desta nova comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos um ataque doentio de PSD e CDS ao ministro das Finanças, que visa apenas desviar as atenções dos bons resultados da economia portuguesa. O deputado socialista João Paulo Correia diz que falta agenda política aos partidos de direita.

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.