sicnot

Perfil

Economia

Worten Espanha multada em 10.000 € por vender disco com dados dos empregados

© Kim Hong-Ji / Reuters

A agência de proteção de dados espanhola (AEPD, na sigla espanhola) multou em 10.000 euros a cadeia de lojas eletrónica Worten em Espanha por ter vendido um disco que continha dados pessoais de todos os empregados da empresa.

De acordo com uma nota da Facua, entidade que representa os consumidores, o disco duro foi comprado pelo cliente como novo em 2013, pelo que ao descobrir que este tinha sido usado apresentou uma reclamação na associação dos consumidores que "destapou uma segunda fraude" ao detetar que estava cheio de dados pessoais e profissionais dos empregados da loja que a Worten tinha em Sevilha e que encerrou em 2015.

Perante os dados, a Facua apresentou uma reclamação à AEPD, na qual destacava que "a conduta da empresa" fragilizava "de forma explícita a privacidade a que se deve submeter toda a informação como a do diretório de dados de recursos humanos de qualquer empresa" e que neste caso havia uma "evidente infração" da lei.

Por sua vez, a AEPD argumentou que a "Worten não garantiu a segurança dos dados pessoais dos seus empregados, sendo consequência de uma insuficiente ou ineficaz implementação das medidas de segurança".

Por isso, a agência para a proteção de dados decidiu agora, "três anos depois da denúncia da Facua", aplicar uma multa de 10.000 euros à Worten por uma infração que considerou "grave".

A Worten é uma marca do grupo Sonae que tem uma empresa em Portugal e outra em Espanha. Ou seja, são duas sociedades diferentes, com presidentes e equipas de gestão distintos, detidas pelo mesmo grupo português.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19