sicnot

Perfil

Economia

Fusões e aquisições em Portugal sobem 30% em julho

O mercado de fusões e aquisições em Portugal registou um aumento de 30% no número de operações no mês de julho e um aumento de 5,52% no número de operações nos primeiros sete meses do ano, segundo a TTR.

De acordo com o Relatório Mensal Ibérico elaborado pelo TTR, O mercado de fusões e aquisições em Portugal contou com um total de 153 transacções entre janeiro e julho, o que representa um aumento de 5,52% em relação ao mesmo período do ano passado.

O volume total movimentado neste período foi de 6,23 mil milhões de euros, mas apenas 65 operações tiveram o seu valor divulgado.

No mês de julho de 2016 foram registadas 26 transacções, o que representa um aumento de 30% em relação ao mesmo período do ano de 2015, mas o valor total movimentado foi de 286,44 milhões de euros, tendo em conta apenas as operações com valor divulgado, o que representa uma quebra de 63,28% em relação ao mesmo período do ano passado.

Entre janeiro e julho deste ano, os subsetores mais ativos do mercado nacional foram o do Imobiliário, do Financeiro e Seguros, da Tecnologia, e da Saúde, Higiene e Estética.

Nos primeiros sete meses deste ano as aquisições realizadas em Portugal por empresas estrangeiras totalizaram 58 operações.

Espanha foi o principal investidor estrangeiro, com 14 transacções que movimentaram 2,47 mil milhões de euros.

O segundo maior investidor estrangeiro em Portugal foram os Estados Unidos, com 13 operações que movimentaram 109,68 milhões de euros.

No período em análise ocorreram várias aquisições de participações por empresas portuguesas em empresas estrangeiras, nomeadamente duas em Espanha, uma em França, no Brasil, no Reino Unido, em Angola e na Alemanha.

Estes investimentos foram feitos nos setores do Imobiliário, Marketing e Publicidade, Tecnologia, Química e Materiais Químicos, Distribuição, Turismo, Hotelaria, Restaurantes, Vidro, Cerâmica, Papel, Plásticos, Madeiras e Energia Eólica.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.