sicnot

Perfil

Economia

PSD acusa Governo de mascarar os números para despesa parecer menor

O PSD acusou o Governo de mascarar os números da execução orçamental ao cortar no investimento público e aumentar os pagamentos em atraso, sendo esta a receita para "fazer com que a despesa pareça ser menor".

De acordo com a síntese de execução orçamental hoje divulgada pela Direção-Geral do Orçamento (DGO), o défice orçamental, registado em contas públicas, atingiu os 4.980,6 milhões de euros até julho, uma melhoria de 542,8 milhões de euros face ao mesmo período do ano passado, enquanto o Estado arrecadou mais de 21 mil milhões de euros em impostos até julho.

"Como a receita está abaixo do previsto, só tem [o Governo] uma forma de esconder o seu mau desempenho: é fazer com que a despesa pareça ser menor. Não se faz investimento e não se paga. É a receita deste Governo", disse o deputado do PSD Duarte Pacheco aos jornalistas nos passos perdidos do parlamento.

Segundo o social-democrata, "os números da execução orçamental de julho reforçam as preocupações" do PSD, explicando que para isso basta ler com cuidado o boletim da DGO e "não o comunicado propagandístico do Ministério das Finanças".

"Face à euforia que se vive nos partidos que suportam o Governo nós só podemos dizer o seguinte: é uma euforia porque apoiam este Governo porque se fosse outro Governo a apresentar esta execução certo que estariam muito preocupados", atirou.

Duarte Pacheco exemplificou que há "um corte no investimento público superior a 240 milhões de euros face ao ano passado" e que "os pagamentos em atraso desde o início do ano aumentaram cerca de 260 milhões de euros".

"Se somarmos o pagamento em atraso e o corte no investimento, só aí teríamos um défice superior aquele que ocorreu no ano passado", enumerou, acusando o Governo de "mascarar os números".

O deputado do PSD lamentou que a receita esteja a crescer "muito abaixo daquilo que o Governo previa, sobretudo nos impostos diretos, mostrando que a atividade económica está relativamente a estagnar", apenas com as exceções dos impostos sobre os combustíveis e tabaco.

Lusa

  • Avião da Qatar Airways aterrou na Base das Lajes devido a emergência médica

    País

    Três passageiros de um voo da companhia aérea Qatar Airways, que teve de aterrar este domingo na Terceira, nos Açores, foram assistidos no Hospital de Santo Espírito, naquela ilha. Fonte da Proteção Civil dos Açores disse que se tratou "de uma aterragem de emergência médica", depois de um passageiro se ter "sentido mal", após "alguma turbulência".

  • O último adeus a Fidel Castro
    1:59

    Fidel Castro 1926-2016

    O funeral de Fidel Castro realiza-se hoje em Santiago de Cuba, berço da revolução, numa cerimónia que encerra os nove dias de luto decretados após a morte do ex-Presidente a 25 de novembro, aos 90 anos.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.