sicnot

Perfil

Economia

Gasóleo profissional mais barato em quatro zonas fronteiriças a partir do dia 15

O ministro Adjunto anunciou esta quarta-feira, em Arganil, distrito de Coimbra, que a partir do dia 15 quatro zonas de fronteira vão ter gasóleo profissional ao mesmo preço que no território espanhol.

Segundo Eduardo Cabrita, que falava aos jornalistas no final da sessão solene do feriado municipal de Arganil, haverá uma redução de cerca de 13 cêntimos no gasóleo profissional nas zonas fronteiriças de Quintanilha (Bragança), Vilar Formoso (Almeida), Elvas e Vila Verde de Ficalho (Serpa).

"O que significa que o preço base para os transportadores de mercadorias será o mesmo que existe no mercado espanhol", sublinhou Eduardo Cabrita.

De acordo com o ministro, esta medida tem vindo a ser tratada com as associações do setor, "que participaram neste trabalho, desde a aprovação do Orçamento do Estado, que permitiu transformar algo que era um problema numa oportunidade, na sequência da aprovação da lei sobre gasóleo profissional, que acabou de ser publicada".

O governante anunciou ainda para o final do mês a apresentação do plano de ação de combate à interioridade, que está a cargo da unidade de missão criada em março, coordenada por Helena Freitas.

Durante a sua intervenção, Eduardo Cabrita mostrou confiança no potencial da atividade empresarial "daquilo que é a capacidade de afirmar a competitividade e olhar para o interior como uma oportunidade de proximidade ao mercado ibérico e ao mercado europeu".

"Estamos na fase final, dentro do nosso calendário, de elaboração desse plano de ação, e até final do mês apresentaremos um conjunto estruturado de medidas, promovendo a valorização do interior com intervenção em várias áreas, quer de promoção do exercício de atividade profissional, de funções de natureza pública, quer de apoio à formação das empresas e promoção de domínios como a atividade florestal", adiantou.

Eduardo Cabrita presidiu hoje à sessão solene do feriado municipal de Arganil, em que foram homenageadas empresas e personalidades que prestaram serviços relevantes ao concelho, entre elas o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes, atual provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Entre as cinco personalidades distinguidas com a medalha de ouro, está também o selecionador nacional de futebol e campeão europeu Fernando Santos, que, por motivos profissionais, esteve ausente, mas recebe a distinção no domingo à tarde.

Lusa

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.