sicnot

Perfil

Economia

Draghi diz que excesso de bancos prejudica a sua rentabilidade

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse esta quinta-feira que há demasiados bancos na Europa, sendo esse um motivo, entre outros, para que a sua rentabilidade seja atualmente tão baixa.

No discurso de abertura da primeira conferência anual do Conselho Europeu de Risco Sistémico, Draghi reconheceu que as baixas taxas de juro também pressionam a rentabilidade dos bancos.

As taxas de juro reais a longo prazo caíram na maioria das economias desenvolvidas durante duas décadas, disse Draghi.

O presidente do BCE admitiu que a política monetária do BCE e a de outros bancos centrais, que atuam em concordância com os seus mandatos para salvaguardar a estabilidade de preços, também contribuíram, entre outros fatores, para os juros baixos.

O excesso de bancos é outra "causa do atual baixo nível de rentabilidade dos bancos", segundo Draghi.

Na próxima semana, Draghi vai ao parlamento alemão, no meio de vivas críticas do país à política monetária do BCE, considerada prejudicial para os que têm poupanças e para os bancos.

Segundo um comunicado do Bundestag, Draghi vai reunir-se na quarta-feira com o presidente da câmara baixa, Norbert Lammert, e com membros da comissão de Orçamento e Finanças para "uma troca de ideias".

O presidente do BCE já esteve no parlamento alemão em 2012 para explicar aos deputados o lançamento de um programa de compra de dívida destinado a ajudar países em crise.

Desde então, o BCE foi ainda mais longe na flexibilização da sua política monetária e reduziu as taxas de juro para níveis historicamente baixos.

Para impulsionar a inflação, o BCE lançou ainda um programa alargado de compra de ativos e de empréstimos a longo prazo com juros muito baixos.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.