sicnot

Perfil

Economia

ISEG piora estimativa e espera crescimento da economia entre 1% e 1,3% este ano

O ISEG reviu em baixa esta segunda-feira a sua estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano, para um intervalo entre 1,0% a 1,3%, segundo a síntese de conjuntura divulgada.

"Para a totalidade do ano de 2016, atendendo ao crescimento registado no primeiro semestre e à evolução dos principais agregados da procura, o crescimento do PIB foi revisto em baixa para um intervalo entre 1,0% a 1,3%", lê-se na síntese de conjuntura de setembro.

Os analistas do ISEG afirmam que esta previsão "tem sobretudo por base a expectativa de um crescimento do consumo das famílias superior ao registado no primeiro semestre".

Já para o terceiro trimestre, os primeiros dados quantitativos "tornam mais provável um crescimento homólogo do PIB superior ao registado" nos primeiros seis meses deste ano, devido a uma "aceleração em alguns indicadores do consumo privado" e "às indicações de que a evolução da Procura Externa Líquida poderá não comprometer o crescimento da Procura Interna".

Em junho, o Grupo de Análise Económica do ISEG já tinha revisto em baixa a estimativa de crescimento económico para o conjunto de 2016, antecipando que o PIB avançasse entre 1,3% e 1,6%.

Em fevereiro, o grupo de análise económica estimava que o PIB crescesse entre 1,5% e 1,9% em 2016.

A economia portuguesa cresceu 0,9% no segundo trimestre face ao período homólogo e 0,3% em relação ao trimestre anterior, segundo o Instituto Nacional Estatística (INE).

O Governo antecipou que o PIB crescesse 1,8% este ano. No entanto, o primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta segunda-feira, em entrevista ao jornal Público, que o PIB poderá crescer apenas pouco acima de 1% este ano.

Lusa

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.