sicnot

Perfil

Economia

Correia de Campos eleito para a presidência do CES

O antigo ministro socialista Correia de Campos foi hoje eleito para o cargo de presidente do Conselho Económico Social (CES), com 146 votos favoráveis entre os 219 deputados votantes, quando precisava de dois terços de aprovações.

Correia de Campos, que falhou uma primeira eleição para o cargo a 20 de julho, conseguiu agora assegurar o número mínimo de votos necessários. Se tivesse obtido 145 votos, ou seja, menos um, teria voltado a não ser eleito.

Segundo fonte parlamentar, na votação para o cargo de presidente do CES, que decorreu durante a manhã na Assembleia da República, registaram-se ainda 54 votos brancos e 19 nulos.

Esta manhã decorreram ainda eleições para o Conselho de Opinião da Rádio e Televisão de Portugal, tendo sido eleitos Pedro Lomba, Ribeiro Cristovão, Jose Luís Mendonça, Vítor Hugo Pinho, Estrela Serrano, José Manuel Guinote, Maria Emília Brederote dos Santos, Diogo Belford, Fernando Correia e Diana Andringa.

Para o Conselho de Opinião da Rádio e Televisão de Portugal votaram 219 deputados, tendo sido registados 193 votos favoráveis, 19 brancos e 7 nulos.

Para a Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos foram eleitos Carlos Abreu Amorim e Pedro Delgados Alves, que obtiveram 157 votos favoráveis. Entre os 219 votantes, registaram-se ainda 55 votos brancos e 7 nulos.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57