sicnot

Perfil

Economia

Galp Energia aumenta produção de petróleo em 62,8% no 3º trimestre

A Galp Energia aumentou a produção de petróleo (net entitlement) em 62,8 % no terceiro trimestre deste ano face ao período homólogo de 2015, e em 37,1% relativamente aos três meses anteriores, informou hoje a empresa.

Numa nota à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), relativa ao terceiro trimestre deste ano, a Galp Energia comunica o aumento de 62,8% da produção de petróleo, que se justifica com a entrada em operação este ano de duas novas unidades no Brasil, Maricá e Saquarema, que permitiram elevar a produção para uma capacidade máxima de 150 mil barris diários.

A produção 'net entitlement' é aquela que tem impacto integral nas contas da Galp, uma vez que é a produção a que a empresa tem, de facto, direito após o pagamento de imposto em espécie nos países onde as concessões se localizam.

A produção total ('working interest') aumentou 62,1% em termos homólogos e fixou-se nos 74 mil barris/dia de petróleo e gás natural.

As vendas gás natural diminuíram 8,4% face ao período homólogo do ano precedente, sobretudo devido à retração (-18%) das vendas nos mercados internacionais por menos oportunidades de arbitragem.

As vendas a clientes diretos aumentaram 1,8%, suportadas no maior consumo do setor elétrico.

As margens de refinação de referência (benchmark) na Europa foram de 2,3 dólares por barril durante o terceiro trimestre, menos de metade do valor de referência no trimestre homólogo, refere a empresa.

Estas são as margens de referência, mas não as margens efetivas das refinarias da Galp, que serão divulgadas como habitualmente na apresentação de resultados, no dia próximo 28.

O preço médio do brent neste período recuou 9,1% em termos homólogos, fixando-se nos 45,9 dólares por barril, praticamente em linha com o trimestre anterior.

Lusa

  • Perdão fiscal não abrange os 100 milhões de euros que a Galp deve ao Estado
    2:30

    Economia

    O Ministério das Finanças garante que o perdão fiscal exclui os 100 milhões de euros que a Galp deve ao Estado. Este dinheiro faz parte de uma contribuição extraordinária que a empresa nunca pagou, mas que fica fora deste plano. O esclarecimento surgiu depois da polémica gerada pelas explicações do secretário de Estado Rocha Andrade no Parlamento. O PCP, BE e PEV queriam que os grandes grupos económicos fossem excluídos.

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.