sicnot

Perfil

Economia

Varoufakis acusa governador do Banco Central grego de ser desleal

Virginia Mayo

O ex-ministro das Finanças da Grécia e líder do pan-europeu, DiEM25, Yanis Varoufakis, acusou este sábado o governador do Banco Central grego e também ex-titular das Finanças, Yanis Sturnaras, de ser desleal com o Governo do país.

Num artigo publicado no diário helénico Efimerida ton Syntakton, Varoufakis fala das "razões para as quais há que livrar-se" de Sturnaras, que mantém com o executivo grego diversas disputas sobre diferentes assuntos, entre os quais o estado da economia grega.

Varoufakis afirmou ainda que Sturnaras disse que o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, "não o ouviu" enquanto "o Governo estava a negociar com os credores para reestruturar a dívida grega", o que requeria convencer o BCE de que a dívida estava "a cair".

Isto, realça, é "uma violação" da norma que diz que o presidente do Banco da Grécia tem de "atuar em defesa" da política do executivo grego.

Além disso, Varoufakis culpa Sturnaras, em grande medida, por ter levado o Governo do partido Syriza a declarar o controlo de capitais em junho em 2015, depois de em dezembro do ano anterior ter dito que "a liquidez do mercado", estava "a diminuir rapidamente" e que poderia "sofrer danos irreparáveis".

"Não há nenhum país do mundo em que não se inicie uma saída massiva de depósitos, depois de uma declaração nestes termos do presidente do banco central", realçou Varoufakis.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47