sicnot

Perfil

Economia

Parlamento Europeu aprova orçamento da UE para 2017

© Vincent Kessler / Reuters

O Parlamento Europeu aprovou hoje, em Bruxelas, o orçamento da União Europeia para 2017, acordado há duas semanas com o Conselho (Estados-membros), que contempla aumentos superiores a 10% nas verbas destinadas à segurança e ao crescimento.

Durante a mini-sessão plenária que decorre em Bruxelas, os eurodeputados aprovaram -- com 438 votos a favor, 194 contra e 7 abstenções - o compromisso acordado a 17 de novembro entre Parlamento e Conselho em torno da proposta da Comissão, que contempla uma verba total para 2017 de 157,86 mil milhões de euros em compromissos e 134,49 mil milhões em pagamentos (contra 155 e 143 mil milhões, respetivamente, em 2016).

Os compromissos são o total de volume de promessas feitas para futuros pagamentos que podem ser realizados em dado ano, enquanto os pagamentos são definidos como o dinheiro pago originário do orçamento para honrar os compromissos.

O orçamento para 2017 prevê 6 mil milhões de euros para fazer frente à crise migratória e reforçar a segurança, o que representa um acréscimo nesta rubrica de 11,3% face a 2016, enquanto as políticas para impulsionar o crescimento e emprego contarão no próximo ano com um total de 21,3 mil milhões de euros, mais 12% relativamente ao ano em curso.

"A prioridade do orçamento é clara: é a juventude. Por isso reforçámos o Erasmus+, a Iniciativa Emprego Jovem, mas uma juventude também precisa de uma economia que cresça e daí o reforço da competitividade da União Europeia em programas como a investigação, como a inovação e também ainda, para além do reforço Erasmus+, o reforço do COSME para as pequenas e médias empresas", sublinhou hoje o eurodeputado português José Manuel Fernandes (PSD), coordenador na comissão parlamentar dos Orçamentos, na sua intervenção em plenário.

Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Quem são os arguidos da operação Fizz
    2:29

    País

    É já considerado o julgamento do ano da justiça portuguesa e o caso que está a abalar as relações entre Portugal e Angola. O processo da operação Fizz tem quatro arguidos, mas um deles, já é certo, não irá sentar-se esta segunda-feira no banco dos réus.

  • Que shutdown é este que paralisou os EUA?
    2:27
  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.