sicnot

Perfil

Economia

Parlamento Europeu aprova orçamento da UE para 2017

© Vincent Kessler / Reuters

O Parlamento Europeu aprovou hoje, em Bruxelas, o orçamento da União Europeia para 2017, acordado há duas semanas com o Conselho (Estados-membros), que contempla aumentos superiores a 10% nas verbas destinadas à segurança e ao crescimento.

Durante a mini-sessão plenária que decorre em Bruxelas, os eurodeputados aprovaram -- com 438 votos a favor, 194 contra e 7 abstenções - o compromisso acordado a 17 de novembro entre Parlamento e Conselho em torno da proposta da Comissão, que contempla uma verba total para 2017 de 157,86 mil milhões de euros em compromissos e 134,49 mil milhões em pagamentos (contra 155 e 143 mil milhões, respetivamente, em 2016).

Os compromissos são o total de volume de promessas feitas para futuros pagamentos que podem ser realizados em dado ano, enquanto os pagamentos são definidos como o dinheiro pago originário do orçamento para honrar os compromissos.

O orçamento para 2017 prevê 6 mil milhões de euros para fazer frente à crise migratória e reforçar a segurança, o que representa um acréscimo nesta rubrica de 11,3% face a 2016, enquanto as políticas para impulsionar o crescimento e emprego contarão no próximo ano com um total de 21,3 mil milhões de euros, mais 12% relativamente ao ano em curso.

"A prioridade do orçamento é clara: é a juventude. Por isso reforçámos o Erasmus+, a Iniciativa Emprego Jovem, mas uma juventude também precisa de uma economia que cresça e daí o reforço da competitividade da União Europeia em programas como a investigação, como a inovação e também ainda, para além do reforço Erasmus+, o reforço do COSME para as pequenas e médias empresas", sublinhou hoje o eurodeputado português José Manuel Fernandes (PSD), coordenador na comissão parlamentar dos Orçamentos, na sua intervenção em plenário.

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".