sicnot

Perfil

Economia

Banco de Portugal acusa Montepio de falhas na prevenção de branqueamento de capitais

O Banco de Portugal acusa o Montepio Geral de não ter introduzido a tempo os procedimentos de controlo dos movimentos financeiros ilícitos. De acordo com o jornal Público, durante uma auditoria foram identificadas deficiências no sistema de controlo interno do banco.

Estas deficiências estarão relacionadas com a prevenção do branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo. Falhas que levaram o Banco de Portugal a avançar com processos de contraordenações contra a instituição e contra o ex-presidente do Montepio, Tomás Correia e o ex-administrador Almeida Serra.

As coimas podem ir dos 50 mil aos 5 milhões de euros. Uma notícia conhecida no dia em que os acionistas do Montepio deverão aprovar em assembleia-geral o programa de ação e o orçamento para o próximo ano.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07