sicnot

Perfil

Economia

Descida da TSU vai custar 40 milhões à Segurança Social

Descida da TSU vai custar 40 milhões à Segurança Social

O dinheiro que a Segurança Social vai perder com a descida da TSU para as empresas - dada como contrapartida para a subida do salário mínimo - vai ser pago com dinheiro do Orçamento do Estado. São cerca de 40 milhões de euros. O Bloco de Esquerda e PCP não concordam com a decisão.

  • Descida da TSU será paga pelo Orçamento do Estado

    TSU/PEC

    O acordo para o aumento do salário mínimo prevê que a perda de receita para a Segurança Social com a descida da TSU seja compensada com dinheiro do Orçamento do Estado, noticia o semanário Expresso. Os partidos da esquerda não concordam.

  • Descida da TSU não serve para subsidiar aumento do salário mínimo
    0:36

    Economia

    Vieira da Silva diz que alguns comentadores deram a entender que quem vai pagar o aumento do salário mínimo são os contribuintes. Numa conferência do jornal online ECO, o ministro do Trabalho disse hoje que a descida da TSU não serve para subsidiar o aumento do salário mínimo e afirma que os valores em causa são relativamente pequenos.

  • Esquerda critica o Governo na descida da TSU
    2:28

    País

    A descida da Taxa Social Única (TSU) para as empresas, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo nacional, está a causar desconforto aos partidos da esquerda. O Bloco de Esquerda, o PCP e os Verdes consideram que o Governo cedeu aos patrões. Nesse sentido os partidos vão pedir que o diploma seja votado no Parlamento.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.