sicnot

Perfil

Economia

Portugal coloca 1.750 M€ de dívida a 6 e 12 meses a juros negativos e mais baixos

A dívida dos municípios, em 2014, totalizou 6234 milhões de euros, com uma redução de 488,5 milhões de euros, traduzindo-se na "menor dívida dos últimos oito anos", relacionada principalmente com fornecedores, explicou o presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA).

SIC

Portugal colocou esta quarta-feira 1.750 milhões de euros, montante acima do máximo anunciado, em Bilhetes do Tesouro a seis e 12 meses a taxas de juro negativas e inferiores às dos anteriores leilões comparáveis, foi anunciado.

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) na Bloomberg, a 12 meses foram colocados 1.400 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro (BT) à taxa de juro de -0,047%, de novo negativa e inferior à registada em 16 de novembro de 2015, quando foram colocados 1.250 milhões de euros a uma taxa positiva de 0,005%.

A taxa de juro dos BT a 12 meses já tinha sido negativa, designadamente em 21 de setembro de 2015, quando foram colocados 1.750 milhões de euros a -0,014%.

A seis meses, foram colocados 350 milhões de euros em BT à taxa de -0,091%, mais negativa do que a verificada também em 16 de novembro, quando foram colocados 250 milhões de euros a um juro de -0,027%.

A procura atingiu 2.167 milhões de euros para os BT a 12 meses, 1,55 vezes superior ao montante colocado, e 1.235 milhões de euros para os BT a seis meses, 3,53 vezes o montante colocado.

O IGCP tinha anunciado para esta quarta-feira dois leilões de BT a seis e 12 meses entre 1.250 milhões de euros e o montante máximo de 1.500 milhões de euros com maturidades em 21 de julho de 2017 e em 19 de janeiro de 2019, respetivamente.

No programa de financiamento do Estado para 2017, a agência que gere a dívida pública portuguesa afirma que espera que o financiamento líquido resultante da emissão de BT tenha "um impacto nulo" e adianta que "será mantida a estratégia de emissão ao longo de toda a curva, combinando prazos curtos com prazos longos".

Ao longo de 2017, o IGCP pretende também emitir entre 14 a 16 mil milhões de euros em Obrigações do Tesouro, através de emissões mensais.

Em termos líquidos, a República portuguesa precisa de um financiamento de 12,5 mil milhões de euros para este ano, num valor que inclui 2,7 mil milhões euros de fundos associados à recapitalização da CGD, que já se encontram financiados.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28