sicnot

Perfil

Economia

Draghi garante não apertar política monetária e continuar a estimular economias

© Ralph Orlowski / Reuters

O Banco Central Europeu diz que não vai apertar a política monetária. Para o BCE, os recentes aumentos das taxas de juros ainda são temporários e justificam-se com a subida dos preços do petróleo.

De modo que as decisões tomadas pelo regulador são sempre vistas a médio prazo, nunca a curto. Mario Draghi esteve esta segunda-feira no Parlamento Europeu, onde garantiu que não vai deixar de apoiar as economias europeias.

Para o presidente do Banco Central, a Europa continua com fraco crescimento económico e os riscos exigem que os estímulos do BCE continuem a ser aplicados. Draghi diz mesmo que a chamada "bazuca" do BCE está longe de terminar.

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.