sicnot

Perfil

Economia

Ações do BPI excluídas do PSI20

As ações do BPI vão deixar de estar cotadas no PSI20, o principal índice da bolsa de Lisboa, anunciou esta quarta-feira a gestora da bolsa de Lisboa.

"A Euronext comunica que, na sequência dos resultados alcançados na Oferta Pública de Aquisição do CaixaBank sobre o BPI, e face à informação disponível à data, foi decidida a exclusão das ações do Banco BPI do índice PSI 20", anunciou.

As ações do BPI deixarão de estar cotadas no principal índice já esta sexta-feira, pelo que esta quinta-feira é o último dia no PSI20.

Na sequência de OPA lançada já em 2016 pelo CaixaBank, hoje foi conhecido que o grupo financeiro catalão passou a deter 84,5% dos direitos de voto do banco BPI, num investimento total de 644,5 milhões de euros.

De fora ficou cerca de 15% do capital, cujos acionistas não aceitaram a proposta do grupo bancário espanhol por 1,134 euros por ação.

Esta percentagem inclui já a seguradora Allianz, que manteve uma posição (detinha cerca de 8%) tendo em conta o acordo que tem com o BPI para a colocação dos seus produtos.

Com a grande maioria do capital social do BPI controlado pelo grupo espanhol, há agora o risco de os acionistas que não venderam capital na OPA, nomeadamente os pequenos investidores, assistirem a uma desvalorização dos seus títulos em bolsa, uma vez que a dispersão do capital do banco em mercado fica reduzida e os títulos ficam com pouca liquidez, diminuindo o seu valor.

O líder do Caixabank, Gonzalo Cortázar, disse hoje que tem a "intenção de manter o banco cotado" em bolsa, pelo menos para já.

"A médio e longo prazo se a liquidez for um problema temos que ver como resolver", afirmou em conferência de imprensa.

As ações do BPI fecharam hoje a cair 6,58% na bolsa de Lisboa para 1,05 euros, ou seja, já abaixo do preço oferecido na OPA.

Lusa

  • Caixabank garante controlo do BPI
    1:30

    Economia

    O Caixabank conseguiu garantir esta terça-feira o controlo do BPI, o principal objetivo da OPA que terminou esta tarde. Isabel dos Santos vendeu a sua posição de 18,6% por 306,9 milhões de euros. Já o Grupo Violas Ferreira vendeu os 2,7% que detinha e ficou apenas com uma posição residual de 10 mil ações. Os espanhóis dizem que o trabalho conjunto permite ao BPI um ganho de 120 milhões de euros.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51