sicnot

Perfil

Economia

Grupo francês PSA interessado numa possível aquisição da Opel

O grupo francês PSA confirmou hoje que está a explorar "inúmeras iniciativas estratégicas", incluindo uma possível aquisição da Opel, não existindo neste momento garantia de que o acordo será alcançado.

Em comunicado, o grupo francês, dono da Peugeot e da Citroen, diz que desde 2012 tem implementado uma aliança com a General Motors, abrangendo, até à data, três projetos na Europa e gerando "sinergias substanciais" para ambos os grupos.

Neste contexto, refere, a General Motors -- dona da Opel e da Vauxhall - e o grupo PSA examinam regularmente possibilidades adicionais de expansão e de cooperação.

O grupo PSA confirma assim que, em conjunto com a General Motors, "está a explorar inúmeras iniciativas estratégicas que visam melhorar a sua rentabilidade e eficiência operacional, incluindo uma possível aquisição da Opel".

Neste momento, de acordo com o grupo automóvel, "não existe qualquer garantia de que um acordo será alcançado".

Várias agências de notícias internacionais avançaram hoje que o grupo PSA, dono da Peugeot e da Citroen, admite comprar a Opel e a Vauxhall, subsidiárias europeias do gigante automobilístico norte-americano General Motors (GM).

O grupo PSA, que agrupa as marcas Peugeot, Citroen e DS, "está a explorar a possibilidade de adquirir a Opel e a Vauxhall", afirmou um porta-voz do grupo francês, citado por vários agências de notícias internacionais.

O grupo francês liderado pelo português Carlos Tavares, e o GM já têm um acordo de cooperação que até agora resultou em três projetos europeus conjuntos que permitiram "sinergias bastante grandes", disse o porta-voz.

A Opel vende os seus veículos sob a marca Vauxhall no Reino Unido.

O anúncio do grupo PSA surge uma semana depois da GM ter divulgado perdas de 257 milhões de dólares nas operações na Europa em 2016, sexto ano consecutivo de perdas no continente europeu.


Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC