sicnot

Perfil

Economia

Portugal no mercado para arrecadar até 1.500 milhões em Bilhetes de Tesouro

Portugal vai na quarta-feira ao mercado para arrecadar até 1.500 milhões de euros através de dois leilões de Bilhetes de Tesouro, a seis e a 12 meses, segundo a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

Os dois leilões das linhas de Bilhetes de Tesouro (BT) realizam-se pelas 10:30 da próxima quarta-feira e têm maturidades a 22 de setembro de 2017 (seis meses) e a 16 de março de 2018 (um ano), com um montante indicativo global entre 1.250 milhões e 1.500 milhões de euros.

Em janeiro, nos últimos leilões de BT comparáveis, Portugal conseguiu colocar 1.400 milhões de euros a um ano a uma taxa de juro de -0,047% e 350 milhões de euros a seis meses com uma taxa de juro de -0,091%.

Na altura, o montante total colocado (1.750 milhões de euros) superou o valor indicativo, entre 1.250 e 1.500 milhões de euros, e as taxas de colocação foram negativas e mais baixas.

Os leilões da próxima quarta-feira já estavam previstos no programa de financiamento do IGCP a curto prazo no primeiro trimestre deste ano, sendo que esta é a terceira vez que a agência liderada por Cristina Casalinho vai ao mercado para emitir BT desde o início do ano, tendo conseguido arrecadar um total de 3.000 milhões de euros nas duas idas ao mercado anteriores.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15