sicnot

Perfil

Economia

Empresários da diversão em protesto em Lisboa por medidas de apoio

A Associação Portuguesa de Empresas de Diversão (APED) inicia hoje, em Lisboa, um conjunto de protestos para reivindicar do Governo medidas de apoio ao setor.

Os protestos incluem manifestações, marchas lentas e desfiles e decorrem entre hoje e 25 de março, de acordo com uma nota enviada pela APED.

Os protestos iniciam-se hoje às 08:00 junto à presidência do Conselho de Ministros, onde os empresários da diversão estarão até às 14:00.

Entre as 15:00 e as 22:00, os empresários protestam junto à residência oficial do primeiro-ministro, de onde pretendem seguir para o Palácio de Belém.

De acordo com a APED, todos os dias decorrerão concentrações junto aos ministérios das Finanças e da Administração Interna.Estão também previstas manifestações junto ao parlamento e às sedes dos partidos com assento parlamentar e a realização de desfiles, que devem passar pela Avenida Infante D. Henrique, Avenida de Brasília, Avenida Infante Santo, Avenida Álvares Cabral, rotunda do Marquês de Pombal, 2ª Circular e zona da Expo.

Os empresários da diversão itinerante (como carrosséis) têm realizado vários protestos nos últimos anos para pedir medidas de apoio à atividade, entre as quais voltar a ter alvarás de cultura que lhes permitam descer o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) de 23% para 13%.

O objetivo é a aplicação da resolução 80/2013, aprovada por todos os partidos políticos no parlamento e publicada em Diário da República, que "recomenda ao Governo o estudo e a tomada de medidas específicas de apoio à sustentabilidade e valorização da atividade das empresas itinerantes de diversão".

A 21 de fevereiro, os empresários da diversão manifestaram-se em Lisboa para exigir voltar a ter alvarás de cultura.No entanto, o Governo recusou a descida do IVA até ao próximo Orçamento do Estado, o que levou o presidente da APED a ameaçar com um boicote às feiras nacionais.

Este mês, a edição 2017 das Festas Concelhias de Póvoa de Lanhoso não teve carrosséis, porque os empresários tentaram pagar as taxas municipais com fichas e bilhetes, o que não foi aceite pela Câmara Municipal.

Lusa


  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52