sicnot

Perfil

Economia

Mário Lino garante que Governo de Sócrates não interferiu na OPA da Sonae à PT

Mário Lino garante que Governo de Sócrates não interferiu na OPA da Sonae à PT

O antigo ministro das Obras Públicas já reagiu às críticas de Paulo Azevedo. Mário Lino garante que o Governo de José Sócrates não teve qualquer influência no falhanço da OPA da Sonae à Portugal Telecom. O antigo ministro diz que isso só aconteceria se os restantes acionistas fossem "estúpidos".

  • Sócrates nega favorecimento ao Grupo Espírito Santo
    2:19

    Operação Marquês

    O Ministério Público suspeita que José Sócrates recebeu luvas do Grupo Espírito Santo. Os pagamentos terão sido feitos a troco de decisões políticas que favoreceram negócios do grupo. Em causa poderá estar, por exemplo, o chumbo indireto da OPA da Sonae à Portugal Telecom, em 2006. Contactado pela SIC, Sócrates negou alguma vez ter favorecido o Grupo Espírito Santo e garantiu que nunca foi confrontado com essa suspeita. O ex-primeiro-ministro reafirma que não indicou qualquer sentido de voto à Caixa Geral e sublinha que a única vez que usou a goldenshare foi para travar a venda da Vivo, contra a vontade do Grupo Espírito Santo. Em comunicado, os advogados do antigo banqueiro vêm dizer que a notícia sobre um alegado favorecimento do GES, por intervenção do Ricardo Salgado, junto de entidades políticas, é absolutamente falsa.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38