sicnot

Perfil

Economia

Deutsche Bank multado nos EUA em quase 149 milhões

© Kai Pfaffenbach / Reuters

A Reserva Federal (Fed) dos Estados Unidos multou esta quinta-feira a filial norte-americana do Deutsche Bank em quase 160 milhões de dólares (149 milhões de euros) por "más práticas" nos mercados cambiais.

Seguindo um comunicado do banco central norte-americano, a filial do Deutsche Bank vai ter de pagar 136,9 milhões de dólares por ter deixado os seus operadores nos mercados cambiais operar em condições "arriscadas".

O banco "falhou na deteção e correção do facto de os seus corretores utilizarem as salas de conversa eletrónica para comunicarem com os seus concorrentes sobre as suas posições", destacou a Fed.

Uma outra multa de 19,7 milhões de dólares foi infligida por o banco não ter respeitado as interdições da regra Volcker, que proíbe a especulação dos bancos por sua própria conta.

O banco alemão, que vai ter de pagar uma multa total de 156,6 milhões de dólares, foi também convidado a reforçar os seus controlos internos, tanto nas operações nos mercados cambiais, quanto no respeito pela regra Volcker.

Lusa

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    Dia de debate quinzenal na Assembleia da República, que deve ficar marcado pela saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo. Veja aqui em direto e acompanhe a discussão no Minuto a Minuto SIC/Parlamento Global.

    Direto

  • Morreu Roger Moore

    Cultura

    O ator britânico Roger Moore, conhecido pelos filmes de James Bond e a série "O Santo", morreu hoje, na Suíça, na sequência de um cancro. Tinha 89 anos.

  • Lesados do Banif ouvidos pela PJ
    1:42

    Economia

    A Unidade de Combate à Corrupção está na Madeira para recolher depoimentos de lesados do Banif e é a primeira diligência da Polícia Judiciária depois de uma queixa apresentada por 100 ex-clientes do banco. Os ex-clientes falam de falsificação de documentos, burla e associação criminosa.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.