sicnot

Perfil

Economia

Descongelamento das progressões nas carreiras em discussão até julho

Lusa

O Ministério das Finanças e a Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP) assinam na sexta-feira um acordo para a negociação, até julho, do descongelamento das progressões nas carreiras no próximo ano.

"Este é um acordo que a FESAP considera de grande relevância e que pode ser considerado histórico, uma vez que quebrará com um período de mais de uma década durante o qual os trabalhadores da Administração Pública viram as suas carreiras completamente congeladas", afirma a FESAP, afeta à UGT, em comunicado.

O documento, que será assinado na sexta-feira no Ministério das Finanças, prevê a negociação até julho do descongelamento das progressões nas carreiras - para que entrem no Orçamento do Estado para 2018.

No entanto, o acordo prevê que FESAP e Governo negoceiem outros temas ao longo deste ano: a resolução da precariedade no emprego público, a política de admissões na Administração Pública, a revisão do regime do Sistema de Avaliação de Desempenho da Administração Pública (SIADAP), (no sentido de lhe conferir maior eficácia e desburocratização).

Fica acordada a negociação também do regime das carreiras contributivas mais longas para efeitos de aposentação, da revisão das carreiras e do Acordo Coletivo de Carreiras Gerais (ACT nº1/2009), a tabela remuneratória única e suplementos remuneratórios.

Para a FESAP, este é um acordo através do qual o Governo dá um "sinal claro de vontade negocial no sentido de, em conjunto com as organizações sindicais, resolver todas as matérias que preocupam e mais profundamente afetam os trabalhadores da Administração Pública, com especial enfoque para o combate à precariedade e para o descongelamento das progressões nas carreiras".

A assinatura do acordo está prevista para as 12:00, sendo que pelas 12:30 o secretário-geral da FESAP, José Abraão, falará aos jornalistas para dar a conhecer o acordo.

Lusa

  • Sindicato expõe dificuldades dos polícias portugueses em Bruxelas

    País

    O Sindicato Nacional da Polícia reuniu-se esta quarta-feira com representantes da União Europeia, em Bruxelas. O presidente do sindicato foi expor aos dirigentes europeus os problemas que os polícias nacionais enfrentam e que, segundo diz, o Ministério da Administração Interna não demonstra vontade em resolver.

  • Protestos marcam cerimónia dos 106 anos da GNR
    2:11

    País

    As comemorações dos 106 anos da GNR ficaram marcadas pelo protestos dos militares. A cerimónia desta manhã contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro e com os protestos dos profissionais da Guarda que exigem melhores salários e progressão na carreira. E nem o novo estatuto da GNR, que entrou em vigor esta semana, resolve o problema dizem os sindicatos que acusam a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa de virar as costas aos militares.

  • Governo quer limitar progressões na carreira na função pública
    1:44

    Economia

    O Governo estará a preparar alterações na Função Pública para controlar a despesa com pessoal. Pode haver, por exemplo, limites à progressão na carreira, mesmo quando o trabalhador tiver uma nota que justifique uma promoção. Os sindicatos estão contra e ameaçam com uma resposta firme dos trabalhadores.

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.