sicnot

Perfil

Economia

Portugal colocou 1.250 M€ em dívida de longo prazo a juros mais baixos

Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro (OT) a 5 e 10 anos a taxas de juro inferiores em ambos os prazos às dos anteriores leilões comparáveis, foi anunciado.

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) na Bloomberg, foram colocados 618 milhões de euros de OT com maturidade em 17 de outubro de 2022 (cinco anos e cinco meses) à taxa de juro de 1,828%, mais baixa do que a registada em abril (2,174%).

Em OT com maturidade em 14 de abril de 2027 (nova anos e 11 meses), o IGCP colocou 632 milhões de euros a uma taxa de juro de 3,386%, também inferior à do anterior leilão comparável de março, de 3,950%.

A procura de OT a cinco anos atingiu 1.253 milhões de euros, 2,03 vezes superior ao montante colocado, e a de OT a dez anos cifrou-se em 1.216 milhões de euros, 1,92 vezes superior ao montante colocado.

No último leilão comparável de OT do prazo mais curto, em 12 de abril deste ano, foram colocados 625 milhões de euros em OT a cinco anos e seis meses (maturidade em 17 de outubro de 2022), à taxa de juro de 2,174%, mais baixa do que a registada em fevereiro (2,753%).

Em relação ao prazo mais longo, no anterior leilão comparável, em 08 de março, foram colocados 612 milhões de euros em OT a nove anos e quatro meses, (maturidade em 21 de julho de 2026), a uma taxa de juro de 3,950%.

No início de abril, a instituição liderada por Cristina Casalinho indicou que prevê emitir durante o segundo trimestre até ao máximo de 5.250 milhões de euros em dívida de curto e longo prazo.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57