sicnot

Perfil

Economia

Portugal colocou 1.250 M€ em dívida de longo prazo a juros mais baixos

Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro (OT) a 5 e 10 anos a taxas de juro inferiores em ambos os prazos às dos anteriores leilões comparáveis, foi anunciado.

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) na Bloomberg, foram colocados 618 milhões de euros de OT com maturidade em 17 de outubro de 2022 (cinco anos e cinco meses) à taxa de juro de 1,828%, mais baixa do que a registada em abril (2,174%).

Em OT com maturidade em 14 de abril de 2027 (nova anos e 11 meses), o IGCP colocou 632 milhões de euros a uma taxa de juro de 3,386%, também inferior à do anterior leilão comparável de março, de 3,950%.

A procura de OT a cinco anos atingiu 1.253 milhões de euros, 2,03 vezes superior ao montante colocado, e a de OT a dez anos cifrou-se em 1.216 milhões de euros, 1,92 vezes superior ao montante colocado.

No último leilão comparável de OT do prazo mais curto, em 12 de abril deste ano, foram colocados 625 milhões de euros em OT a cinco anos e seis meses (maturidade em 17 de outubro de 2022), à taxa de juro de 2,174%, mais baixa do que a registada em fevereiro (2,753%).

Em relação ao prazo mais longo, no anterior leilão comparável, em 08 de março, foram colocados 612 milhões de euros em OT a nove anos e quatro meses, (maturidade em 21 de julho de 2026), a uma taxa de juro de 3,950%.

No início de abril, a instituição liderada por Cristina Casalinho indicou que prevê emitir durante o segundo trimestre até ao máximo de 5.250 milhões de euros em dívida de curto e longo prazo.

Lusa

  • Atrás das Câmaras em Ílhavo para conhecer projetos ligados ao mar
    4:14
  • O homem que denunciou casos de fome em Setúbal nos anos 80
    1:41