sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores das cantinas escolares e de hospitais em greve 2ª feira

Os trabalhadores das cantinas e refeitórios escolares, de hospitais e outros serviços do Estado concessionados vão estar em greve na segunda-feira, para reivindicar melhores salários, o que poderá afetar o funcionamento das escolas, anunciou à Lusa fonte sindical.

"A greve dos trabalhadores prende-se com o boicote que existe neste momento por parte da Eurest", a associação patronal das empresas concessionárias Gertal, Itau, Uniself, Ica, para melhorar as condições de vida destes trabalhadores, disse António Brandão, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares da Região Centro.

Estas empresas, que "estão na mesa de negociações, não querem melhorar as condições de vida dos trabalhadores, com salários" congelados há sete anos, sobretudo nalgumas categorias, como é o caso das cozinheiras, disse o sindicalista.

Por outro lado, a grande maioria dos mais de 50.000 trabalhadores ao serviço destas empresas recebe o salário mínimo nacional, adiantou António Brandão, acusando ainda estas empresas de quererem "desregulamentar completamente o contrato coletivo de trabalho".

A acusação prende-se com o facto de estas empresas colocarem os funcionários trabalhar 12 horas diárias, quererem retirar o subsídio de trabalho noturno e reduzir o pagamento em dia feriado, explicou o dirigente do sindicato afeto à CGTP.

Devido à paralisação "muitas escolas irão ter as suas cantinas encerradas", mas nos serviços de alimentação hospitalar serão garantidos os serviços mínimos.

Questionado sobre se a greve pode encerrar escolas, o dirigente sindical disse que não sabe qual será "o comportamento de cada direção das escolas, se irá fugir ao que a lei diz de que escola não pode estar aberta se não houver alimentação".

Em paralisações anteriores "tem havido situações de crianças a comerem sandes" e de alunos que levam comida para a escola por indicação do agrupamento escolar.
"Perante esta situação e perante uma tentativa de retirada de direitos", vamos realizar esta greve no dia 15 de maio, com concentrações em Lisboa e na região norte junto às empresas, frisou.

Lusa

  • Carro do suspeito de rapto de Maelys fotografado por radar a alta velocidade
    1:16

    Mundo

    Praticamente um mês depois do desaparecimento de Maelys de Araújo, as autoridades francesas continuam a fazer buscas para tentar encontrar a menina lusodescendetnte de 9 anos. Entretanto, um jornal francês revelou que o carro do homem suspeito de rapto terá sido fotografado, por um radar, a alta velocidade na noite do desparecimento.

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Icebergue com 5.800 quilómetros quadrados está a deslocar-se na Antártida

    Mundo

    Um icebergue gigante está a deslocar-se na Antártida em direção ao mar de Weddell segundo as imagens de satélite reveladas. Trata-se do A68, um icebergue quatro vezes maior que a cidade de Londres. Com cerca de 5.800 quilómetros quadrados e triliões de toneladas, A68 é um dos maiores icebergues conhecidos.