sicnot

Perfil

Economia

BCE deixa taxas de juro inalteradas sem apontar hipótese de nova redução

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu hoje deixar as taxas de juro inalteradas, com a taxa aplicável às principais operações de refinanciamento a manter-se em 0%.

Em comunicado divulgado após a reunião que decorreu em Tallinn, na Estónia, o BCE disse que as taxas de juro aplicáveis aos depósitos vão manter-se em -0,40% e as taxas para facilidade permanente de cedência de liquidez permanecem em 0,25%.

O texto refere que o BCE "espera que as taxas de juro diretoras permaneçam nos níveis atuais durante um período alargado e muito para além do horizonte das compras líquidas de ativos", mas deixou de assinalar a hipótese de qualquer corte adicional.

Até agora, os comunicados do BCE indicavam que a instituição esperava que as taxas de juro diretoras ficassem "nos níveis atuais ou em níveis inferiores" durante um período alargado.

No comunicado de hoje, o BCE confirma que o seu programa de compra de ativos se vai manter ao ritmo mensal de 60 mil milhões de euros até ao final de dezembro de 2017, ou até mais tarde, se necessário.

"Se as perspetivas passarem a ser menos favoráveis ou se as condições financeiras deixarem de ser consistentes com uma evolução no sentido de um ajustamento sustentado da trajetória de inflação, o Conselho do BCE está preparado para aumentar o volume e/ou a duração do programa", afirma a instituição.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.