sicnot

Perfil

Economia

França tenciona deixar de vender veículos a gasolina e diesel em 2040

Heinz-Peter Bader

França tenciona deixar de vender veículos a gasolina e a diesel no horizonte de 2040, anunciou esta quinta-feira o ministro do Ambiente e da Transição Energética, uma medida integrada no plano do governo de luta contra as alterações climáticas.

Nicolas Hulot disse em conferencia de imprensa que os construtores automóveis franceses têm projetos que "permitem cumprir este objetivo".

O ministro anunciou ainda que o executivo decidiu tornar maior a ambição de França, que já não é reduzir em um quarto até 2050 as emissões de dióxido de carbono, mas sim atingir nessa a "neutralidade de emissões de carbono".

Isto significa que as emissões em meados do século não vão exceder o volume que pode ser absorvido (maioritariamente pelas florestas) o que coloca a França a par dos pioneiros a fixarem esse objetivo - a Suécia e Costa Rica -, frisou.

Quanto ao "fim da venda do veículo diesel e gasolina" no horizonte de 2040, o ministro disse que vai criar "incentivos de transição" destinado a pessoas com menos meios para incentivar a substituição de automóveis mais velhos e mais poluentes.

Lusa

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49