sicnot

Perfil

Economia

TAP transportou 1,2 milhões de passageiros em junho, uma subida de 23,4%

A TAP transportou 1,252 milhões de passageiros em junho, um aumento de 23,4% em termos homólogos, sendo que há quatro meses consecutivos ultrapassa a fasquia de um milhão, anunciou esta sexta-feira a companhia aérea portuguesa.

"A TAP transportou no mês de junho 1.252.451 passageiros, mais 238 mil do que no mesmo mês do ano passado, o que representa um crescimento de 23,4%", refere a companhia que tem como presidente do Conselho de Administração Miguel Frasquilho, eleito na semana passada.

"Também em termos de ocupação dos seus voos, a companhia regista forte crescimento, tendo atingido em junho um 'load factor' de 84,3%, mais 4,7 pontos percentuais do que em período homólogo de 2016", acrescentou.

"A contribuir para o forte crescimento da TAP está, em termos absolutos, o aumento de 136 mil passageiros nas rotas da Europa, mais 21,4%. Nas rotas domésticas, registaram-se também crescimentos fortes, com as rotas em Portugal continental (Porto e Faro) a aumentarem no seu conjunto 14%, para um total de 85 mil passageiros transportados no mês, e os voos para as ilhas (Madeira e Açores) a terem um crescimento de 23,7%, atingindo um total de 114 mil passageiros".

As rotas do Atlântico Sul (Brasil) registaram em junho o maior 'load factor' (taxa de ocupação) entre todos os setores de rede da TAP, atingindo os voos uma ocupação de 91,2%, mais 5,6 pontos percentuais do que em junho de 2016", acrescentou.

Nos primeiros seis meses do ano, a TAP transportou "mais 1,3 milhões de passageiros do que em igual período do ano anterior, atingindo um total 6,424 milhões de passageiros, que significam um crescimento de 26,3%".

As quatro novas rotas lançadas em 10 de junho, para Toronto, Alicante, Gran Canaria e Estugarda, "contribuem já, também, para o crescimento registado, bem como o reforço do número de frequências diária para vários destinos para onde a TAP já operava".

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.